icon Sábado, 15 de Dezembro de 2018

POLÍTICA - A | + A

ASSEMBLEIA 02.03.2018 | 09h:51

Bloco independente pode dificultar vida de Taques na Assembeia

Por: Kamila Arruda, da Redação

Reprodução

Reprodução

A criação de mais um bloco na Assembleia Legislativa pode dificultar a vida do governador Pedro Taques (PSDB) no que diz respeito a aprovação de projetos de interesse do Executivo Estadual.

 

Até meados deste mês, o Parlamento possuía apenas dois blocos, sendo eles de situação e oposição. No último ano desta legislatura, entretanto, os deputados estaduais optaram por se dividir em três blocos. A intenção é deixar claro o posicionamento de cada parlamentar, tendo em vista a proximidade do pleito eleitoral. Diante disso, além dos blocos Integração e o Oposição, que já existiam no Parlamento Estadual, surge também o grupo Independente. 

 

Integram a base do governo na Casa de Leis os deputados Baiano Filho (PSDB), Jajah Neves (PSDB), Saturnino Masson (PSDB), Eduardo Botelho (PSB), Professor Adriano (PSB), Gilmar Fabris (PSD), Ondanir Bortolini – Nininho (PSD), Wagner Ramos (PSD), Dr. Leonardo (PSD), Pedro Satélite (PSD), Adalto de Freitas (SD), Sebastião Rezende (PSC), Wancley Carvalho (PV) e Dilmar Dal Bosco (DEM). A oposição, por sua vez é composta por Janaina Riva (PMDB), Valdir Barranco (PT), Allan Kardec (PT) e Zeca Viana (PDT).

 

Já o bloco independente possui como membros os deputados Oscar Bezerra (PSB), Romoaldo Junior (MDB), Silvano Amaral (MDB), Guilherme Maluf (PSDB) e José Domingos Fraga (PSD).

 

A criação deste novo bloco beneficiou uma manobra da oposição de obstruir a pauta de votação na Casa de Leis, para assim, atingir ao Governo. Isto porque, está pendente no Parlamento Estadual a apreciação das contas do governador Pedro Taques (PSDB) referente ao ano de 2016.

 

Para que os balancetes e demais mensagens do Executivo e também dos deputados sejam votadas, a Casa de Leis precisava apreciar todos os vetos que se encontravam parados, pois eles travam a pauta de votação. Para evitar que eles fossem apreciados, os deputados da oposição estavam esvaziando todas as plenárias desde o retorno do recesso parlamentar. A ausência de alguns parlamentares do bloco independente auxiliava a manobra, tendo em vista que impedia a formação de quórum para apreciação dos vetos.

 

Para evitar que isso cause transtorno para o Executivo, o presidente do Parlamento Estadual sugere que Taques intensifique o seu trabalho junto a base governista, e articule no sentido de conseguiu o apoio dos deputados do bloco independente.

 

“O governo precisa se articular com a base e convencê-los de que os deputados da base precisam comparecer às sessões. O problema é que temos um bloco independente aqui, que não é mais do governo. Então temos que considerar que hoje a Assembléia possui três blocos, e o governo tem que se articular, principalmente com este bloco independente, para que eles atuem junto com a base do governo para garantir as votações”, disse. 

 

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:





















logo O bom da notícia

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet